Os riscos da má-formação fetal.

As chances de um casal normal ter um filho defeituoso são de 3%.

No entanto, alguns fatores podem aumentar o risco da má-formação fetal. Quando isso ocorre, o médico decide pedir alguns exames. Por serem caros e envolver certo risco de aborto, esses exames devem ser realizados quando:

Na família de um dos cônjuges há doenças hereditárias , deficiências físicas ou mentais.

Casais que já tiveram filhos com má-formação fetal ou deficiência física ou mental.

Grávidas com mais de 40 anos.

Estudos e pesquisas provam que as chances de uma mulher dessa faixa de idade ter um filo com síndrome de Down ou mongolismo aumentam em 40%.

Mulheres que tiveram mais de três abortos. Metade dos abortos espontâneos são conseqüências de anomalias cromossômicas.

Casais consangüíneos . Exemplo: primos em primeiro grau, tio ou sobrinha.

Casais que tiveram ou têm contato com aparelhos de raios X.

Casais viciados em drogas.

Quando há suspeita de rubéola no primeiro trimestre de gravidez.